Saltar para o conteúdo principal
Notícia DGT

Assinatura de protocolo de valorização do Pêro de Monchique

Promover uma nova economia para os territórios rurais, valorizando o território através da gestão da paisagem

"Promover uma nova economia para os territórios rurais, que valorize os ativos territoriais locais e providencie maiores rendimentos e qualidade de vida às populações, respeitando a aptidão dos solos, incrementando a resiliência e valorizando o território através da gestão da paisagem", é um dos objetivos estratégicos dos Programas Reordenamento e Gestão da Paisagem.

Com suporte no estabelecido no PRGP para as Serras de Monchique e Silves e com vista ao desenvolvimento e implementação de um projeto conjunto para a preservação dos produtos agrícolas locais da Serras de Monchique e Silves, a Direção Regional de Agricultura e Pescas do Algarve (DRAP Algarve) e o Município de Monchique celebraram, no dia 17 de fevereiro, um Protocolo de Cooperação Institucional que visa a valorização do Pêro de Monchique como produto tradicional.

O Protocolo, que foi homologado pelo Secretario de Estado da Agricultura e do Desenvolvimento Rural, preconiza a instalação de um campo de demonstração e de uma Coleção de Pêro de Monchique que conterá uma réplica das diversas variedades existentes na Coleção instalada no Centro de Experimentação Agrária de Tavira (CEAT) da DRAP Algarve.

O principal objetivo passa por instalar um duplicado da coleção que preserva material genético único, cuja manutenção no território foi severamente ameaçada nos grandes incêndios que ocorreram em 2018.

O campo de demonstração do Pêro de Monchique será instalado em zonas de “canteiros”, designação tradicional para os socalcos, cuja identificação, valorização e recuperação foram identificadas no PRGP para as Serras de Monchique e Silves. Permitirá ainda a recuperação de uma área agrícola inserida na zona envolvente ao Convento de Nossa Senhora do Desterro, um antigo convento da Ordem Terceira Regular de São Francisco, fundado em 1631, cuja importância para o concelho remonta ao desenvolvimento da atividade agrícola, com o incremento de técnicas agrícolas e de regadio, dinamizadas pelos monges franciscanos.

É intenção do município adquirir as restantes parcelas desta quinta de modo a reabilitar toda a zona envolvente ao Convento, devolvendo-lhe as funções agrícolas que outrora desempenhava. Esta iniciativa vem reforçar o efeito defensivo deste anel, criando um mosaico de gestão de combustível que permitirá aumentar a proteção da vila aos incêndios rurais.

Este projeto conjunto de preservação e valorização do Pêro de Monchique traz uma oportunidade inquestionável para valorização deste produto tradicional, contribuindo desta forma para os objetivos do Programa Reordenamento e Gestão da Paisagem das Serras de Monchique e Silves.

Saiba mais e assista à gravação integral da sessão de assinatura do Protocolo.

A DGT

Direção-Geral do Território
Rua Artilharia 1, 107
1099-052 Lisboa
Portugal

Telefone (+351) 21 381 96 00
Contactos