Saltar para o conteúdo principal
SMOS - Sistema para inovar a monitorização do território

SMOS – sistema para inovar a monitorização do território

Tecnologias espaciais e Inteligência Artificial no território

A DGT encontra-se a desenvolver o Sistema de Monitorização de Ocupação do Solo (SMOS) com o objetivo de produzir e disponibilizar informação atualizada de uso e ocupação do solo com base em tecnologias espaciais e Inteligência Artificial. O SMOS é um sistema transversal a várias áreas da sociedade e capaz de apoiar atividades da administração pública como a gestão integrada de fogos rurais, cadastro e ordenamento do território, mas também atividades empresariais e científicas.

O SMOS integrará a atual Carta de Uso e Ocupação do Solo (COS) a produzir a cada três anos com um novo modelo orientado por objetos (COS+), uma COS Simplificada (COSsim) em formato raster e produzida anualmente, e um conjunto de mapas mensais de caracterização do estado da vegetação (MIAEV).

O SMOS tem sido desenvolvido por técnicos e investigadores da DGT, tendo-se já criado versões experimentais da COSsim (2018, 2020 e 2020 atualizada a março de 2021) disponibilizados no Sistema Nacional de Informação Geográfica (SNIG). No passado dia 23 de junho, a DGT e a Agência para a Gestão Integrada de Fogos Rurais (AGIF) organizaram um webinar de apresentação destes produtos conforme noticiado aqui.

A COSsim, produzida através de algoritmos de machine learning e de regras de conhecimento pericial para classificar séries multiespectrais intra-anuais de imagens do satélite Sentinel-2, difere da COS pois tem maior detalhe espacial (pixels de 10 metros), menor detalhe temático (15 classes) e retrata a ocupação do solo num ano específico e não o uso do solo. Por exemplo, uma área com uso florestal na COS pode ser classificada como Matos ou Vegetação herbácea espontânea na COSsim se nesse ano estiver temporariamente desarborizada.

Com o objetivo de aumentar a base de desenvolvimento do SMOS e dos seus produtos, recentemente foram celebrados contratos de cooperação com parceiros científicos, nomeadamente o Instituto Superior de Agronomia da Universidade de Lisboa (ISA), a Universidade de Coimbra (UC), o Instituto de Geografia e Ordenamento do Território da Universidade de Lisboa (IGOT) e a Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa (FCUL), que irão trabalhar em conjunto com os técnicos e investigadores da DGT.

A DGT criou um grupo de utilizadores do SMOS (guSMOS) com entidades da administração pública para apoiar o desenvolvimento do sistema, no qual estão a ser executadas atividades de co-criação baseadas em metodologias de design thinking em parceria com a NOVAIMS.

No âmbito do SMOS, e com financiamento do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR), a DGT irá adquirir uma cobertura LiDAR do território continental para derivar novos produtos cartográficos com grande detalhe espacial, nomeadamente um novo Modelo Digital do Terreno e uma nova cartografia hidrográfica.

A DGT

Direção-Geral do Território
Rua Artilharia 1, 107
1099-052 Lisboa
Portugal

Telefone (+351) 21 381 96 00
Contactos